Davila Arquitetura
Educacionais
Ver Mais Fechar PMI Escola Estadual de Aerado
Localização Areado/MG Data: 25/01/2016 Área construida 2360 m² Área do terreno 0 m²

Conclusão: Não disponível Estágio da Obra: Não iniciada Nº de unidades: 1 Nº de blocos / torres: 1

Este sistema para as novas Escolas Estaduais de Minas Gerais foi eleito em concurso como modelo referencial pelo governo mineiro. A ideia é viabilizar a construção de dezenas de unidades educacionais em todo o estado, com área média de 3.000m². Através de estudos em terrenos reais localizados em diferentes cidades, o conceito arquitetônico demonstra sua adaptabilidade aos mais diversos contextos. Para tanto, recorre-se a três módulos - Recreação; Ginásio e Salas de Aula - que podem ser rearranjados para atender diversos contextos e programas.  

Na forma de uma praça, a área de socialização é o ponto focal da escola, como um centro que agrega e articula a maioria das suas funções e que se estende para a comunidade. Pensando em materiais comuns e resistentes e mantendo a conexão afetiva com o atual padrão das escolas estaduais, o acabamento básico é feito em tijolos e concreto aparente. O resultado é um conjunto sóbrio, porém despojado, ao qual se contrapõe o vermelho da bandeira de Minas, aplicado sutilmente em alguns detalhes nos panos de alvenaria.

Site do empreendimento
Ver Mais Fechar Centro de Ensino Fundamental Riacho Fundo II
Localização Setor Habitacional Parque do Riacho Riacho Fundo/DF Data: 20/01/2016 Área construida 4950 m² Área do terreno 4.997,50 m²

Conclusão: Não disponível Estágio da Obra: Não iniciada Nº de unidades: 1 Nº de blocos / torres: 1
Site do empreendimento
Ver Mais Fechar PMI Escola Estadual de Curvelo
Localização Curvelo/MG Data: 25/01/2016 Área construida 2.360,00 m² Área do terreno Não disponível

Conclusão: Não disponível Estágio da Obra: Não iniciada Nº de unidades: 1 Nº de blocos / torres: 1

Este sistema para as novas Escolas Estaduais de Minas Gerais foi eleito em concurso como modelo referencial pelo governo mineiro. A ideia é viabilizar a construção de dezenas de unidades educacionais em todo o estado, com área média de 3.000m². Através de estudos em terrenos reais localizados em diferentes cidades, o conceito arquitetônico demonstra sua adaptabilidade aos mais diversos contextos. Para tanto, recorre-se a três módulos - Recreação; Ginásio e Salas de Aula - que podem ser rearranjados para atender diversos contextos e programas.  

Na forma de uma praça, a área de socialização é o ponto focal da escola, como um centro que agrega e articula a maioria das suas funções e que se estende para a comunidade. Pensando em materiais comuns e resistentes e mantendo a conexão afetiva com o atual padrão das escolas estaduais, o acabamento básico é feito em tijolos e concreto aparente. O resultado é um conjunto sóbrio, porém despojado, ao qual se contrapõe o vermelho da bandeira de Minas, aplicado sutilmente em alguns detalhes nos panos de alvenaria.

 

Site do empreendimento
Ver Mais Fechar ENAP - Escola Nacional de Administração Pública
Localização Angola - Luanda / Data: 01/04/2004 Área construida 13990,59 m² Área do terreno 12134,50 m²

Conclusão: Não disponível Estágio da Obra: Finalizada Nº de unidades: 1 Nº de blocos / torres: 2

A Escola Nacional de Administração Pública – ENAP é um empreendimento edificado em Luanda, capital de Angola. Implantada em terreno de 12.134m², a escola forma um complexo de aproximadamente 5.000 m², dividido em dois blocos. O bloco situado na porção nordeste do terreno, ao qual denominamos bloco “B”, abriga as salas de aula e biblioteca, enquanto o bloco “A”, situado a sudoeste do terreno, abriga um Centro de Convenções e toda a infra-estrutura complementar à escola. O projeto buscou integrar os três elementos principais formadores do complexo, ou seja, os blocos “A” e “B” e passarela, em um único elemento que transpareça caráter e harmonia.

O bloco "A" tem sua volumetria definida pela planta em “L” que se repete ao longo de três pavimentos (incluindo o subsolo), articulados pelo saguão (lobby) de pé-direito triplo e pelo volume cilíndrico que conforma o auditório principal. No primeiro pavimento é feito o acesso principal ao complexo articulado através do saguão principal (lobby) com iluminação natural indireta e que dá acesso a 3 auditórios com capacidade entre 62 e 250 pessoas. Galeria de are, loja, cafeteria, recepção e sanitários públicos complementam o programa deste primeiro pavimento, que se conecta ao segundo através de elevador panorâmico. Enquanto no segundo pavimento estão localizados escritórios da Presidência, Diretoria, Administração, dentre outros, além de área de recreação, no subsolo estão localizados os espaços de apoio e serviço do complexo, além de estacionamento coberto.

Também dividido em três pavimentos, o bloco “B” tem um "subsolo" constituído de 6 salas de aula, sanitários, lanchonete, anfiteatro aberto e estacionamento para funcionários. No primeiro pavimento, mais 6 salas de aula (que podem ser integradas em salas maiores através da movimentação de painéis removíveis), além de 6 salas de estudo. No segundo pavimento estão localizados a biblioteca, sala de professores, salas de reuniões, sala de coordenação, material didático e secretaria.

Site do empreendimento
Ver Mais Fechar PMI Escola Estadual de Pouso Alegre
Localização /MG Data: 25/01/2016 Área construida 2360 m² Área do terreno Não disponível

Conclusão: Não disponível Estágio da Obra: Não iniciada Nº de unidades: 1 Nº de blocos / torres: 1

Este sistema para as novas Escolas Estaduais de Minas Gerais foi eleito em concurso como modelo referencial pelo governo mineiro. A ideia é viabilizar a construção de dezenas de unidades educacionais em todo o estado, com área média de 3.000m². Através de estudos em terrenos reais localizados em diferentes cidades, o conceito arquitetônico demonstra sua adaptabilidade aos mais diversos contextos. Para tanto, recorre-se a três módulos - Recreação; Ginásio e Salas de Aula - que podem ser rearranjados para atender diversos contextos e programas.  

Na forma de uma praça, a área de socialização é o ponto focal da escola, como um centro que agrega e articula a maioria das suas funções e que se estende para a comunidade. Pensando em materiais comuns e resistentes e mantendo a conexão afetiva com o atual padrão das escolas estaduais, o acabamento básico é feito em tijolos e concreto aparente. O resultado é um conjunto sóbrio, porém despojado, ao qual se contrapõe o vermelho da bandeira de Minas, aplicado sutilmente em alguns detalhes nos panos de alvenaria.

 

 

 

Site do empreendimento
Ver Mais Fechar Colégio Everest
Localização Estrada da Barra da Tijuca, 3020 Rio de Janeiro/RJ Data: 05/09/2005 Área construida 17.647,63 m² Área do terreno 112.422,13 m²

Conclusão: Não disponível Estágio da Obra: Finalizada Nº de unidades: Nº de blocos / torres:
Site do empreendimento
Desenvolvido por: Italic